King`s Day Networking Cocktail in Porto Alegre and Borrel in Belo Horizonte

By:Chief Representative
Events

29

Apr 2016

King´s Day celebrations in Porto Alegre and Belo Horizonte. 

NBSO Brazil celebrated the birthday of King Willem-Alexander, the official day of the Netherlands, with its professional network, business contacts and friends.

On Tuesday 26 April NBSO Brazil organised, in contact with Honorary Consul, Mrs Ingrid de Kroes, a Networking Cocktail in the British Club in Porto Alegre. The cocktail was hosted by Minister Counselor of the Dutch Embassy in Brasília, Mr Paul Zwetsloot. The event counted with the participation of the Secretary of Transport of Rio Grande do Sul, Mr Pedro Westphalen, representatives of FIERGS, Fecómercio, FARSUL, DMAE and Dutch entrepreneurs. In Belo Horiozonte NBSO Brazil organised a typical Dutch ‘borrel’ on Thursday 28 April, to commemorate King´s Day. Besides Dutch entrepreneurs and Dutch immigrants, also Brazilian alumni participated.

Below you may find some pictures of the events and the speech given by Minister Counselor, Mr Paul Zwetsloot, in honour of our National Day (in Portuguese).

NBSO Brazil would like to thank all for joining us on this special occasion.

King´s Day Belo Horizonte 2016 groupKing´s Day POA 2016 group King`s Day POA 2016 speechKing`s Day POA 2016

 

 

 

 

[testimonial name=”” img=”” subtitle=””]

Toast by Minister Counselor Paul Zwetsloot, Porto Alegre, 26 April 2016

Boa noite a todos!

Sejam muito bem-vindos no Club Britânico. É uma grande satisfação estar aqui para celebrar, para mim pela primeira vez, o Dia Nacional dos Países Baixos em Porto Alegre.

É também uma grande honra ter aqui os dignitários do Rio Grande do Sul, como o Secretário dos Transportes, o Senhor Pedro Westphalen, o seu predecessor o Senhor Daniel Andrade e a nossa Cônsul-Honorária, a Senhora Ingrid de Kroes.

Eu não gosto de falar muito. Mais é importante tocar em alguns assuntos que estão muito perto do nosso coração. Em primeiro lugar gostaria de falar sobre as relações entre os Países Baixos e o Brasil, mais especifico com o Estado do Rio Grande do Sul.

O Brasil está atravessando um período difícil. Embora esta situação incomode muitas pessoas no Brasil, eu tenho certeza que este assunto vai ser temporário. Um país com tantos recursos naturais e do tamanho que ele tem, vai sempre ter uma posição forte no mundo. E é por isso que os Países Baixos gostariam de manter e aumentar as ligações com o Brasil. Sabemos que num país grande, como Brasil, sempre há oportunidades de fazer negócios, também no tempo de crise e é o desafio da embaixada procurar estas oportunidades, a través da rede que temos no país, ou seja, a Embaixada em Brasília, os dois Consulados-Geral em São Paulo e no Rio de Janeiro e os escritórios comerciais em Belo Horizonte e Porto Alegre.

O mesmo podemos dizer do Estado do Rio Grande do Sul. Eu sei que aqui também a situação econômica é difícil. Mas, os Países Baixos já há muito tempo investiu em as relações com os gaúchos, especialmente na área do transporte hidroviário. Estou muito feliz que posso dizer que ainda, até hoje, estamos trabalhando juntos para melhorar este modo de transporte. Um exemplo desta cooperação foi a missão Brasileira que visitou os Países Baixos no mês de janeiro deste ano, com o Secretário dos Transporte como chefe da missão, e que resultou quase diretamente em novas ligações comercias. Isto mostra que vale a pena continuar a investir numa região que no fundo é muito rica, com uma tradição grande onde a base econômica é estável. E por isso estou muito feliz com a atuação dos Países Baixos aqui, em Porto Alegre, com a Cônsul-Honorária, a Senhora Ingrid de Kroes, e do nosso escritório comercial com o Senhor Luiz Bueno Freitas de Filho.

Gostaria de falar também dos Jogos Olímpicos. É um orgulho grande para o Brasil ser o primeiro país na América Latina anfitrião dos Jogos Olímpicos.

Como sabemos neste momento falta só 100 dias para o início dos Jogos.

Na semana passada a tocha olímpica foi acesa nas ruínas da antiga Olímpia. O primeiro brasileiro ao qual a chama olímpica foi entregue, foi o ex-jogador de vôlei, Giovane Gávio.

A tocha vai ser carregada por 12.000 pessoas, ao longo de um percurso equivalente a quase uma volta ao mundo, até chegar ao Rio.

Esta chama é um símbolo do poder da humanidade para se unir apesar de suas diferenças.

A primeira participação brasileira em Olimpíadas foi nos Jogos Olímpicos de 1920, em Antuérpia, Bélgica. A delegação era constituída por 22 atletas, todos homens, que conquistaram três medalhas no tiro desportivo.

Em 1928 os Jogos Olímpicos foram realizados em Amsterdã.

O Brasil não participou por causa da crise das bolsas. Isso impediu a remessa de atletas. Neste tempo não foi uma grande vergonha e aconteceu o mesmo com a Holanda no ano 1904 nos Jogos em St Louis.

Nos Jogos em Amsterdã, as mulheres puderam pela primeira vez passar a competir no atletismo.

Eram tempos diferentes, claro. No meio da prova das quartas-de-final para a competição de remo, o remador australiano Henry Pearce parou para deixar passar uma família de patos que atravessava em fila frente ao seu barco.

Quase perdeu a prova, mas mesmo assim Pearce conseguiu ganhar a eliminatória e acabaria por conquistar a medalha de ouro na final.

Em 1980 a cidade holandesa de Arnhem foi a anfitriã dos Jogos Paraolímpicos.

O Brasil estreou nos Jogos em 1972 e esta foi sua terceira participação.

A delegação brasileira foi representada pela seleção brasileira de basquetebol em cadeira de rodas e por um nadador.

A Holanda e o Brasil rivalizaram no campo dos desportos muitas vezes.

Não se preocupem, não vou falar de futebol. Mas, falando de futebol, deixe me a oportunidade de mencionar o Johan Cruyff, o melhor jogador de futebol Holandês, que faleceu no mês passado. Ontem ele deveria ter completado 69 anos.

Voltando aos Jogos Olímpicos, em 1992 em Barcelona o Brasil bateu a Holanda no final do voleibol. Foi a primeira medalha de ouro nas Olimpíadas em um esporte coletivo para o país.

Eu consegui achar também um ponto fraco do Brasil: a patinação de velocidade no gelo.

Não sei por que, mas por alguma razão a patinação de velocidade no Brasil ainda é muito pouco difundida.

Mas, em 2005 o Brasil obteve seu melhor resultado, quando o atleta Felipe de Souza conquistou o primeiro lugar na prova dos 500m da Copa do Mundo….. só que foi por conta de um acidente envolvendo os outros competidores.

Para mim a melhor parte é a festa depois do jogo.

Se festejar fosse um esporte olímpico, tanto a Holanda como o Brasil estariam no topo da lista.

Agora vamos brindar

  A suas majestades o rei Willem-Alexander e a rainha Máxima

  Ao Brasil

  A todos aqui presentes.

[/testimonial]

 

 

 

 

Share:

Sergipe Street nº1167 – Room 1502 Funcionários – BH/MG CEP: 30130-171

(31) 3504-3381

info@nbso-brazil.com.br